Apendicite.com

Inflamação do apêndice intestinal

Artigos sobre a apendicite Último artigo

Recuperação de cirurgia de apendicite

O corpo humano está em constante modificação evoluindo constantemente para que tudo o que não seja necessário para seu desenvolvimento acabe por desaparecer, existem pessoas que defendem o apêndice não serve de nada no organismo e que por isso, mais tarde ou mais cedo, acabará por desaparecer. Contudo enquanto tal não acontece pode vir a originar graves problemas quando sofre uma inflamação.

O que é o apêndice?

O apêndice está localizado abaixo da junção ileocecal, sendo um órgão linfático de pequenas dimensões, servindo para a defensa do organismo, contendo nele uma elevada quantidade de glóbulos brancos. Contudo caso o apêndice rebente, poderá ser fatal, sendo por isso necessário estar atento aos sinais da apendicite.

O que é a apendicite?

A apendicite consiste na inflamação do apêndice, sendo muitíssimo importante estar atento a todos os sinais da apendicite, uma vez que inflamado, o apêndice pode ser perigoso uma vez que poderá rebentar e assim espalhar a infeção pela corrente sanguínea. Os principais sintomas desta doença são os vómitos, náuseas, febre (poderá ser uma febre ligeira), incapacidade de eliminar os gases existentes no organismo, tendo também uma dor na zona inferior direta do abdómem, sendo esta por vezes muito forte e intensa.

É importante que recorra a um médico mal comece a sentir alguns destes sintomas, evitando assim que quando o faça já se encontre em um estado mais complicado e isso acabe por complicar o tratamento.

Apendicectomia

A apendicectomia consiste numa cirurgia de remoção do apêndice, evitando assim que este se rompa. Esta cirurgia deverá ser realizada rapidamente e para que tal aconteça é importante que o diagnóstico seja precoce. Este tratamento é utilizado que em apendicites crónicas, isto é, os sintomas surgem progressivamente, ou em apendicites agudas, onde os sintomas surgem de forma rápida.

Tipos de apendicectomia

Existem dois tipos de apendicectomias, as tradicionais e a laparoscopia. A tradicional consiste num corte no abdómem na zona inferior direita, enquanto na laparoscopia o apêndice é retirado pelo umbigo ou através de três furos nesta zona. Para uma maior segurança do paciente, a cirurgia é realizada sempre sob anestesia geral, independentemente do tipo de cirurgia.

Recuperação da apendicectomia

Apesar do apêndice, uma vez inflamado ser muito perigoso para a saúde, após a sua remoção a recuperação é bastante rápida. Após a cirurgia é normal o doente ficar internado entre 3 a 7 dias, contudo este tempo pode variar consoante a reação do organismo do paciente assim como o tipo de técnica utilizada durante a remoção. Por norma os pacientes podem voltar ao trabalho após 4 a 5 semana da operação, sendo ainda assim necessário ter algum cuidado nos primeiros dias. A recuperação desta operação pode ser um pouco mais complicada caso o apêndice se tenha rompido, dai ser muito importante tratar a tempo.

É importante que siga à risca todos os conselhos dados pelo seu médico, ele conhecerá melhor o seu processo e saberá orientar da melhor forma a sua recuperação. Ainda assim existem algumas dicas que poderá seguir para que a recuperação fique mais facilitada.